Roma ou Jerusalém?

Postado por

images“E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra”. Apo 17:18

O testemunho da história aponta diretamente para Roma como aquela que dominou nações durante séculos, e principalmente na época que o Apóstolo João esteve preso em Patmos. Esta cidade citada acima é a mesma cidade em que nosso Senhor foi crucificado – Em Apocalipse 11:8 ela também é chamada de Grande Cidade,

“E os seus corpos mortos serão expostos na praça da grande cidade, que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde nosso Senhor foi crucificado”.

Esta cidade não pode ser Jerusalém, que estava destruída quando João teve esta visão. Jerusalém jamais foi chamada de Grande Cidade nesse contexto, embora a cidade do grande Rei, no entanto, não neste livro, que faz referência a cidade de Roma, ou a jurisdição romana. Por outro lado, ser chamada de cidade do grande rei, não faz dela a cidade que reinou sobre os reis da terra nos tempos de Jesus e da Igreja Primitiva – Jerusalém era província romana, cidade  pertencente ao Império Romano, Império que  reinava sobre os reis da terra, tendo Roma como seu quartel general. Veja meu artigo Onde nosso Senhor foi Crucificado

Jesus veio como o rei de Jerusalém em Mateus 21, mas Jerusalém o rejeitou. Quando Ele estava em pé diante deles sob custódia de Pilatos, Jerusalém gritou “Não temos outro rei senão César!”; eles rejeitaram o governo de Deus e apelaram para César como seu rei. Apesar de sua “repulsa” por Roma, Jerusalém afirmou César sobre Jesus.

Jerusalém voltou as costas para Deus, o que exigiu um julgamento justo por sua rejeição ao seu marido diante de seu adultério com Roma. Jerusalém andava as voltas de braços dados com a Grande Cidade, alegre por ter crucificando seu noivo. Jerusalém e Roma continuaram o seu “affair” depois de terem crucificado o Senhor em sua união, perseguindo a igreja em Atos quatro. Roma era a potência mundial que liderava muitos reis. João escrevia numa época em que Roma era a cidade que reinava sobre os reis da terra, e quando a Igreja sofreu as perseguições impetradas por Domiciano.

O Apocalipse foi escrito principalmente para sete congregações na Ásia Menor, portanto, na área central do Império Romano. E aqui entra uma questão crucial, jamais respondida pelo preterismo: Por que sete Igrejas que estavam nesta área geográfica romana deveriam receber advertências, se o livro trata de profecias sobre a iminente destruição de Jerusalém? Nenhuma carta foi escrita para a Igreja de Jerusalém, por quê? Ora, é óbvio que quando João escreveu às sete Igrejas DA ÁSIA, Jerusalém já havia sido destruída há quase três décadas. Parece lógico, então, que o oráculo contra “a grande Babilônia” seria entendido como referência ao Império Romano e sua capital, Roma.

A fim de procurar a verdadeira identidade da grande Babilônia, devemos olhar para o passado.  Obviamente, “a grande Babilônia” era uma realidade quando João concebeu o Apocalipse e essa não era Jerusalém!

De acordo com Apocalipse 17, a grande Babilônia é vista reinado sobre reis e assentada sobre muitas águas, que significa povos, línguas e nações, deixando explícito que seu governo era sobre o mundo quase todo. Todos estes argumentos representam boas razões para concluir que João fez referência a Roma, pois não sabemos de nenhuma outra cidade que exerceu tanto poder sobre os povos antes de Cristo, na época de Cristo, e por volta do primeiro século até sua queda séculos depois. Na cidade de Roma, João viu a manifestação terrena, histórica e maléfica da cidade de Satanás (situada sobre sete montanhas) do seu próprio tempo – Roma.

Sendo assim, o que é fato, podemos concluir sem sombra de dúvidas que a grande cidade mencionada em Apocalipse 11:8 é a cidade de Roma, a qual reinava sobre os reis da terra no momento que João registrava suas visões; o testemunho da história aponta diretamente para Roma, a metrópole do império romano, a qual o mundo quase todo estava sujeito, Lucas 2:1.

Além disso, ela é uma cidade construída sobre sete colinas. Essa especificação elimina a antiga Babilônia. Apenas uma cidade tem mais de 2.000 anos e foi conhecida como a cidade das sete colinas. Essa cidade é Roma. A Enciclopédia Católica afirma: “É dentro da cidade de Roma, chamada cidade das sete colinas, que toda a área do próprio Estado do Vaticano está agora confinado.” The Catholic Encyclopedia (Thomas Nelson, 1976), sv “Rome”.

O Senado romano que governou a cidade sob os Césares era conhecido como a Cúria Romana. Esse nome, segundo o Dicionário católico, é agora a designação de “todo o conjunto de serviços administrativos e judiciais por meio do qual o Papa dirige as operações da Igreja Católica”. John A. Hardon, SJ, Pocket Catholic Dictionary (Image Books [Doubleday], 1985), p. 99. 99.

Na cidade de Roma, o Senhor faz uma substituição quando o símbolo na interpretação transforma numa igreja essa Babilônia chamada de Mulher.  Mulher no contexto bíblico, principalmente em Apocalipse, significa Igreja. Ela é uma enorme metrópole religiosa que tomou o lugar da Roma dos césares.

 Last

14 comments

  1. Vocês se preocupam mais em contrariar um católico do que descobrir uma verdade.Façam um favor a vocês mesmo e leiam “O Banquete do Cordeiro” do doutor Scott Hahn.Ele não deixa rastro de dúvidas que a grande cidade era Jerusalém, a Fera era o imperador César Nero cujo nome somado equivale a 666, e as 2 bestas era seu poder político e o poder religioso.

    Jerusalém foi destruída, não apenas o templo mas a cidade. O império romano caiu só no século V, porém a cidade não sucumbiu como a grande cidade do apocalipse.

    1. O mais engraçado em ver protestante brincando de interprete infalível das Escrituras, é que o Apocalipse era um livro altamente rejeitado por muitos cristãos antes do concílio de Hipona no século IV, que definiu o cânon das escrituras. Mas a Igreja Católica com o Papa e seus Bispos reconheceu infalivelmente que era um livro inspirado.

      Se a Igreja Católica não tivesse inserido o apocalipse no cânon, com certeza os protestantes estariam hoje considerando este livro apócrifo, inaceitável, absurdo, fantasioso com simbolismos ridículos. Agora esses interpretes infalíveis dizem que a Babilônia é a igreja.

      Protestantismo é a religião da incoerência, da falta de lógica e raciocínio.

      1. Presado amigo, você está falando sério? Acredita mesmo que a Igreja Católica foi quem decidiu se o Livro de Apocalipse era inspirado ou não?

        Você acha mesmo que existiu algum cristão neste vasto mundo – antes do Concílio de Hipona – que duvidava dos primeiros versículos de Apocalipse?

        Apocalipse 1:1-3 REVELAÇÃO de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo; O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.

      2. Amigo, Tudo bom? Voce acredita mesmo ter sido Nero o Anticristo? Apocalipse 13:16-17 diz que sob o governo do Anticristo será dado aos povos do mundo um sinal na mão ou na testa, que lhes permita comprar e vender. Nada disso jamais ocorreu sob o governo de nenhum líder mundial, nem mesmo Nero, nem até a presente data.

        Apocalipse 13:14-17, diz que o Anticristo “…engana os que habitam na terra… E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome”.

        Se a grande tribulação descrita em Apocalipse e em Mateus 24 são as mesmas, então o Anticristo, que no caso teria que ser Nero, obrigou o MUNDO INTEIRO a ter um sinal na mão direita ou na testa antes de 70 d.C.

        Isso ocorreu antes da destruição de Jerusalém? O amigo poderia citar as provas?

        Grande abraço

  2. Concordo que a Grande Cidade era Roma. Mas de um e de outro jeito prefigurava também Jerusalém. No entanto o autor dessa escritura cometeu um erro dizendo que o vaticano é a cidade das 7 colinas. Me parece q é falta de uma boa lição de Geografia. Vai lá no mapa e veja a tamanha aberração q o senhor cometeu.

    1. Sr Benedictus Manuel da União Europeia, nesse artigo que recebe seu ilustríssimo comentário está registrado o que a Enciclopédia Católica afirma: “É dentro da cidade de Roma, chamada cidade das sete colinas, que toda a área do próprio Estado do Vaticano está agora confinado.” The Catholic Encyclopedia (Thomas Nelson, 1976), sv “Rome”.

      Onde foi mesmo que vossa excelência leu que eu disse ser o Vaticano?

      1. “E os seus corpos mortos serão expostos na praça da grande cidade, que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde nosso Senhor foi crucificado”. Esta cidade não pode ser Jerusalém…”

        O apocalipse diz que Nosso Senhor foi crucificado na grande cidade. Responda então, Nosso Senhor foi crucificado em Roma?

        Claro que foi em Jerusalém, a grande cidade que se prostituiu, a grande cidade que matou os profetas.

  3. Vc já viu o tamanho do território do Vaticano? É impossível ele estar situado sobre 7 colinas, na verdade situa-se sobre 1 colina chamada monte Vaticano, do lado oeste do rio tigre. A cidade de Roma fica sobre 7 colinas do lado leste do rio. Só que Jerusalém também era chamada de cidade das colinas como bem diz Flávio Josefo, historiador do 1º século.

      1. AP 18,3 “Caiu, caiu Babilônia, a Grande. Tornou-se morada dos demônios, prisão dos espíritos imundos e das aves impuras e abomináveis, porque todas as nações beberam do vinho da ira de sua luxúria, pecaram com ela os reis da terra e os mercadores da terra se enriqueceram com o excesso do seu luxo.

        A babilônia era Jerusalém, que era chamada a Grande cidade pelos profetas. Foi a cidade onde todos os mercadores enriqueciam pois era o grande centro de comércio na antiguidade.

        AP 18,24 “Foi em ti que se encontrou o sangue dos profetas e dos santos…”

        Mais a frente no mesmo capítulo, diz que na grande cidade foi encontrado o sangue dos profetas e santos, e se vc ler nos evangelhos verá que Jerusalém é que matou todos os profetas enviados de Deus e não Roma.

Comentários encerrados.